sábado, 7 de maio de 2011

manjericão I

manjericão - 10 dias

planta herbácea, muito aromática, perene, pode atingir uma altura até 45 cm; com folhas verdes e pequenas, estriadas e pontiagudas; caule pequeno, anguloso, muito ramificado de cor verde claro; flores pequenas, cheirosas que vão do branco ao púrpura e formam grandes cachos terminais no fim do Verão.

sementeira: em viveiro entre janeiro e março ou no local definitivo na primavera.
transplantação: de março a maio.
luz: prefere sol e localizações à meia-sombra.
solos: húmidos, argilosos, bem drenados e férteis.
temperatura: temperados a temperados-quentes; muito sensível à geada.
rega: com frequência embora não tolere o encharcamento.
pragas e doenças: caracois, podridão.
multiplicação: por semente.
colheita: antes do início da floração. As folhas frescas podem ser colhidas de junho a setembro.
conservação: pode ser conservado fresco ou seco, mas recomenda-se usar as suas folhas enquanto novas, pois estas perdem o seu aroma depois de secas.


o óleo essencial de manjericão apresenta propriedades insecticidas e repelentes. na região do mediterrâneo a erva é plantada em beirais das janelas para repelir mosquitos e moscas.


na medicina popular, as suas folhas e flores são utilizadas na preparação de chás pelas suas propriedades tónicas e digestivas, sendo frequentemente utilizadas no tratamento de náuseas, vómitos e dores de estômago. são indicados ainda para problemas respiratórios e reumáticos.


é também usado na culinária popular, em saladas, recheio, molhos, sopas, sendo o principal ingrediente do pesto, molho típico italiano.

Sem comentários: